Dark Data na gestão do cabeamento.

Dark Data na gestão do cabeamento.
.pdf
Download PDF • 4.04MB

Dark Data são dados que são adquiridos através de várias operações de rede de computadores, mas que não são usados ​​de maneira alguma para obter insights ou para tomada de decisão. Bem trabalhados podem fornecer informações preciosas para a empresa.


Agora, como transportar essa inteligência para a gestão do cabeamento? Como não desperdiçar dados e transformá-los em informação de valor? Mas, antes de responder essas questões, vamos observar o que os gestores de tecnologia estão dizendo sobre esse assunto!


Em uma pesquisa realizada pela ASG Technologies, 45% dos entrevistados disseram que a sua empresa não aproveita todo o potencial dos dados. Além disso, 39% disseram que metade, a maioria ou todos os dados da sua organização são obscuros (“dark data”), ou seja, não são usados para gerar insights e auxiliar na tomada de decisões.



Grafico Dark Data

Segundo a teoria da lógica do cisne negro o perigo está sempre no que não sabemos que desconhecemos, exemplo: até a pouco tempo não sabíamos que o morcego poderia transmitir ao ser humano o vírus COVID-19. Tínhamos o conhecimento de que algumas espécies de morcegos podiam transmitir vírus que punham a vida de um ser humano em perigo, mas não a humanidade. Então transformar dados em informação é essencial para gerir e descobrir os eventos ocultos que ameaçam a gestão.




Puxando a sardinha para a gestão do cabeamento. A cada movimentação não registrada, a cada intervenção não rastreada e a cada expansão planejada na intuição são geradores de “dark data”. São dados que nunca poderão serem usados para o planejamento de curto, médio e longo prazo. E todas as previsões, por falta de dados precisos, terão um grande grau de incerteza. Novamente, usando como referência a lógica do cisne negro, basta um pequeno evento para disparar uma série de episódios que vão comprometer toda ou parte do planejado. E sem informação precisa o porcentual de insucesso desses episódios é potencializado.


Sobre esse olhar, implementar ferramentas que capte e analise os dados gerados, é um investimento com retorno garantido.


Um exemplo da diferença entre a gestão passiva e a gestão inteligente do cabeamento.

Em um cenário hipotético: O Usuário reclama de falta de conexão, outro troca de posição de trabalho com o amigo e um novo colaborador é conectado na rede ao mesmo tempo.


Na Gestão Passiva (forma tradicional), um ou mais técnicos seriam alocados para realizarem e verificarem o que está ocorrendo. Todas essas tarefas estão registradas em uma plataforma de controle de chamados, os famosos Service Desk’s ou Help desk. A descrição dessas O.S. se restringe ao que o usuário solicitou, a prioridade de atendimento e o tempo de SLA estipulado para cada operação. Não existe nenhuma informação que o oriente em campo. Ele só irá descobrir o que fazer quando chegar ao local.


Ao terminar as tarefas os técnicos fecham os chamados com uma breve descrição dos processos realizados e atualiza algumas planilhas, e nunca mais esses dados serão utilizados.


Na Gestão inteligente, a O.S. é enviada diretamente para a base de dados do CWLan Innsaei, que analisa e inclui junto aos procedimentos descrito, instruções especificas para cada operação e as manobras necessárias para atender a requisição. Concorda que ao receber essa O.S. os técnicos já podem planejar antecipadamente os procedimentos necessários!


Após o técnico finalizar o chamado, o CWLan Innsaei confronta as informações registradas contra o realizado, atualiza a base de dados e encerra no sistema de controle a O.S.

Não vou descrever as implicações da forma tradicional, você já está cansado de saber. Mas imagine a quantidade de informação que está a sua disposição no CWLan Innsaei, e que hoje são perdidas?


De posse desse conhecimento, o céu é o limite! Você pode aprimorar os processos existentes e reduzir o tempo das intervenções, maximizar o aproveitamento da infraestrutura existente, melhorar a transparência e transferência de conhecimento e muito mais.


Lembre-se que quem planeja faz o futuro, que não planeja, cumpre o destino. (autor desconhecido).


Quer acabar com os “Dark Data” no cabeamento? Entre em contato com a Cableware pelo nosso site: www.cableware.com.br ou envie um e-mail para cableware@cableware com suas dúvidas.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo